10 de set de 2010

PRÁXIS PEDAGÓGICA

Durante a idade Média o conhecimento religioso, ou seja, o conhecimento Teológico, era predominante. Mas a partir do século XX o quadro muda, pois a ciência e as tecnologias tornam-se dominante no processo de conhecimento e aprendizagem.
Dercates foi um dos primeiros idealizador da ruptura do conhecimento que era vigente na Idade Média. Ele contribuiu muito para a ruptura da concepção de que o homem deveria está sempre apoiado na ideologia religiosa e filosófica.
A tecnologia tem avançado muito, traz sempre muito conforto e novidades para o homem, porém junto com todos estes benefícios encontramos também os malefícios, e estes são causados pelo mau uso destas tecnologias,  que provocam, por exemplo as trágedias ambientais, as segregações na sociedade, com consequentes problemas sociais.
A visão moderna do estilo de ensino, nem sempre contempla o campo das novas tecnologias. Segundo Maria Helena Silveira Bonila "Os professores não conseguem sair do casulo em que encontram protegidos e perceber as mudanças que estão ocorrendo no mundo, dentro e fora da escola." Portanto os professores devem adaptar o seu modelo de ensino às novas tecnologias, pois muitos educadores caem na mesmice de querer viver e trabalhar no estilo tradicional de ensino, pensando que este é o melhor para o desenvolvimento  da aprendizagem do educando.
Logo, é preciso um trabalho mútuo entre os educadores e o próprio sistema de ensino, que abrange as secretarias e o governo, para que estas tecnologias cheguem às escolas, principalmente as de ensino público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário