8 de set de 2010

Educação tradicional não cabe mais. Agora é a vez da Digital!

O homem é um ser que transforma o ambiente em que vive e tabém é transformado pelo mesmo. As suas ações trazem muitos benefícios que são visíveis nas tecnologias de sua idealização.Mas o importante não é apenas criar, mas usufruir do bem criado, para o seu próprio desenvolvimento, habilidade e evolução, principalmente no campo da educação.
O avião, o telefone, o automóvel, a televisão, o telescópio e o computador, foram grandes inversões dos homens, que ajudam-o a serem mais habilidosos e cumprir as suas atividades com mais eficácia. Porém as tecnologias ainda não transformaram de forma significativa aas estruturas educacionais do estilo de ensino brasileiro, por exemplo.
Atualmente percebe-se que a educação brasileira tem vários traços do modo de ensino tradicionaldas décadas de 1940 e 1950. Aguns professores, ainda hoje persistem em querer ensinar nas escolas e  universidades o modelo de ensino antigo, que é justamente aquele em que o professor fica de pé em frente aos alunos; estes por sua vez ficam mudos, sem abrirem a boca  para opinar sobre o conteúdo dado em sala. É de fato a vedadeira educação bancária criticada por Paulo Freire, acontecendo nos dias atuais. 
As tecnologias criadas, a exemplo da internet, devem está também a serviço da transformação do estilo de ensino. Para tornar-lo mais interativo e atrativo para os estudantes, precisa-se implantar e incentivar nas escolas e universidades o modelo de educação digital, que acompanha e faz parte do contexto da geraçãode estudantes atuais, pois esta geração assim como uma CPU de computador, tem a capacidade de armazenar várias informações ao mesmo tempo.
Os jovens estão sempre em busca de inovações. E eles adaptam-se facilmente com as tecnologias.Logo os professores precisam, imediatamente, abandonarem o modelo de ensino tradicional, e planejarem as aulas, tendo como objetivo uma maior interação entre alunos e professores, para que o estudante não apenas assista às aulas, mas torne-se participante ativo dela, tendo a capacidade de desenvolver um pensamento crítico das diversas realidades que o cerca. 



Um comentário:

  1. Gostei do seu texto, realmente a tecnologia está aí parã promover uma maior interação do aluno com a escola.

    ResponderExcluir